Aluna de 13 anos se joga de carro em movimento após ter sido estuprada em Fortaleza

Aluna de 13 anos se joga de carro em movimento após ter sido estuprada em Fortaleza

Automóvel usado no crime foi localizado por sistema de monitoramento e motorista foi preso.

Uma estudante de 13 anos pulou de um carro em movimento após ter sido estuprada pelo motorista do veículo em Fortaleza. O crime ocorreu na terça-feira (2), e a prisão do suspeito foi divulgada nesta quarta-feira (3) pela Secretaria da Segurança Pública. A adolescente ficou ferida na cabeça após pular do veículo. O crime ocorreu no Bairro Conjunto Ceará, em Fortaleza.

Segundo a polícia, testemunhas afirmaram que a jovem se jogou de um veículo de cor prata e desmaiou. Os próprios moradores socorreram a adolescente. A Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca), que investiga o caso, obteve imagens que mostram o automóvel percorrendo vias do bairro e está trabalhando para identificar as circunstâncias do fato. O veículo foi localizado por meio de câmeras do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia).

Mais informações sobre a prisão serão repassadas em coletiva de imprensa, na sede da SSPDS, ainda nesta quarta-feira (3).

Pancada na cabeça

–:–/–:–

Adolescente se joga de carro em movimento no Conjunto Ceará

Adolescente se joga de carro em movimento no Conjunto Ceará

Moradores da região ouvidos pelo G1 relataram que a adolescente usava farda escolar no momento do crime. De acordo com a direção da instituição de ensino onde a vítima estuda, a escola ligou para os pais da garota, já que a menina não havia chegado à aula no horário de costume.

A escola informou que a vítima foi atendida no Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, e recebeu alta ainda na manhã de terça.

Um morador que não quis se identificar confirmou que a jovem caiu de um carro de cor prata. Ele conta que a adolescente sofreu uma forte pancada na cabeça na queda. “A menina bateu com a cabeça em outro carro e a gente foi ajudar, sem entender nada. Ela não conseguia falar e estava passando mal, como se estivesse tendo uma convulsão”, afirma.

POR G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *